Portes gratuitos em compras de valor igual ou superior a 97€

Calo no Dedo

Se gosta de ler e de escrever e pretende incentivar a leitura e a escrita junto das suas crianças através do apoio e do encorajamento, chegou ao sítio certo.

Nascida de um profundo amor pela leitura e a escrita, a marca Calo no Dedo alicerça-se precisamente nestes dois pilares.

A missão da marca Calo no Dedo é partilhar histórias que fomentam desde cedo a leitura recreativa e a escrita criativa nas crianças e que contribuem para a criação e o desenvolvimento de jovens leitores e escritores alegres, curiosos e conscientes.

É também missão da marca Calo no Dedo ajudar cuidadores e educadores a apoiar e a encorajar o gosto pela leitura e pela escrita, para que sintam que este processo é fácil, divertido e recompensador.

A marca Calo no Dedo rege-se por valores como a diversão, a brincadeira, a alegria, o entusiasmo, a imaginação, a criatividade, assim como a colaboração, o encorajamento, a partilha, a comunidade ou ainda a curiosidade, a exploração, a descoberta, a aprendizagem, sem esquecer o desenvolvimento, a autonomia, a proatividade ou o empoderamento.

Se havia um nome mais bonito? Haver, havia, mas não representaria a nossa essência. Por aqui orgulhamo-nos de exibir o nosso calo no dedo de tanto escrevermos porque significa que fazemos muitas vezes aquilo de que gostamos. E é isso que importa, não é? Fazermos aquilo que nos faz felizes. Quanto mais vezes, melhor! Por isso, para quem gosta de ler e de escrever, quanto maior o calo no dedo, melhor!

A alma por detrás da marca Calo no Dedo é a Ana.

Cresceu rodeada de livros e a criar histórias, com o desejo nada secreto de ser escritora, pelo que tornou sua missão pessoal tocar o coração dos seus leitores e fazer a diferença no mundo através da sua escrita.

Durante a sua infância, os livros em plástico, cartão e papel, escritos em português e em espanhol, eram uma presença frequente. De entre os seus preferidos estavam aqueles com um formato diferente do habitual: um livro quase do seu tamanho em forma de mala e que até tem uma pega? Uma casa com chaminé e tudo? Uma gata em cartão? Livros do tamanho da palma da sua mão? Uma bola de árvore de Natal brilhante? Uma buzina? Imagens que saltam quando abre duas páginas? Páginas transparentes com imagens que completam as imagens das páginas brancas? Não é de admirar que os livros infantis sempre tenham ocupado uma parte considerável da estante dos livros no seu escritório.

Depois de aprender a ler, aconteceu uma coisa maravilhosa: aprendeu a escrever. E, mais tarde, a escrever por gosto. Era, e ainda é, facilmente permeável à inspiração do que a rodeia. Começou por escrever pequenos contos, uma banda-desenhada, até comprou um caderno novo numa loja espanhola «dos 150$00» para uma história que nunca chegou a terminar. No entanto, tudo se revolucionou no verão dos seus quinze anos, quando escreveu o seu primeiro livro.

Não obstante, com o passar dos anos, como estava tão concentrada em ser uma excelente aluna e profissional, nem sempre era fácil conciliar o tempo que dedicava aos estudos e/ou ao trabalho com o tempo que dedicava à escrita, já para não falar de tudo o resto a que também devia dar atenção. Inconscientemente, foi abdicando, a pouco e pouco, do tempo que dedicava à escrita. Quando se apercebeu, já não escrevia há anos.

Felizmente, a sua leitura e a sua escrita nem sempre estiveram adormecidas. Momentos houve em que foi arrebatada pelo ímpeto de ler e de escrever e em que simplesmente se deixou levar.

Desde então, já publicou três livros de leitura recreativa e de escrita criativa pela Lidel Edições Técnicas e uma coleção de 15 livros de desenvolvimento pessoal para crianças e jovens em edição de autor.

O percurso

Após vários anos a trabalhar por conta de outrem como professora, tradutora e revisora, decidiu arregaçar as mangas, empreender e começar a trabalhar exclusivamente por conta própria, algo que a faz sentir profundamente realizada e feliz.

Nesse sentido, em 2018, criou a marca pessoal Ana Viegas, cuja missão é ajudar escritores a escreverem com qualidade para proporcionarem leitura de qualidade. É através dela que disponibiliza os seus serviços de mentoria de escrita de livro, de análise e revisão de manuscrito ou ainda de tradução de obras literárias.

Erguido um dos pilares, a escrita, faltava erguer o outro, a leitura. Foi assim que nasceu a marca Calo no Dedo.